Chuva, café e cabelos

10:08:00 Eloísa Cardozo 0 Comments

  Dia 4 - Apenas Diálogos 


    - Corre, corre para baixo da marquise dessa cafeteria. 
     - Fazia tanto tempo que não chovia assim, quanta chuva, logo hoje.
     - Eu estava sentindo falta de dias assim, tudo parece tão mais bonito, a malancolia desses dias me encantam.
     - Credo garota, qual é o seu problema? Você não gosta da luz do sol?
    - Gosto sim, mas não gosto do calor dele, em  compensação sinta esse clima friozinho que a chuva nos trás, olha esse barulho.
    - Você é doida isso sim, meu cabelo fica horrivel na umidade desses dias, e as fotos ficam escuras.
    - Nossa, jura? Você acaba de receber o certificado do ser mais futil já conhecido pela minha pessoa, nesses meus 18 anos de vida, você não sente a poesia? Feche seus olhos, e sinta o cheiro de café que vem dali de dentro, enquanto ouve a melodia da chuva. 
    - Eu odeio café!
    - Annaaaa! Garota acorda! A chuva é o que temos agora, ficar reclamando sobre a forma que seu cabelo toma em resposta da chuva só vai te deixar mal humorada.
     - Mas olha só...
     - Amiga, você continua linda, mas olha em volta, você não é a única beleza da natureza, olha que momento lindo que você está desperdiçando por estar com medo de estragar seu cabelo, sente a chuva, vem cá me da sua mão, sente comigo, fecha os olhos. 
     - Nossa, o sentimento é realmente bom, mas meu cabelo...
     - Anna seu cabelo continua azul e incrível, mas só de uma forma mais enrolada, mais natural assim como o meu...
     - Mas Jú seu cabelo é lindo...
     - O seu também é, e sabe um dia um garoto no ônibus me entregou um papel e saiu correndo, e nesse papel dizia que meus cachos eram lindos porque mostrava que até a maior confusão poderia ser controlada e usada ao nosso favor.
    - Ah ótimo, então está dizendo que eu escondo? Poxa cabelo cacheado da maior trabalho garota, não tenho essa paciência e essa metáfora ai com confusão é ridícula.
     - Só estou dizendo que não precisamos esconder a todo momento o que somos, seu cabelo liso é lindo garota mas quando assume seus cachos azuis, garota você fica poderosíssima. Aproveita a chuva, seja você, vem aqui comigo, pare de se esconder.
     - Você acha mesmo Jú? 
     - Acho sim, Anninha, pare de esconder seus problemas em baixo da marquise ou da chapinha, e enfrente-os a seu favor. 
     - Você está certa, afinal é só hoje mesmo e essa chuva parecia estar deliciosa.
     - Aff, Anna você  ficou me enrolando e olha só a chuva passou, você não tem jeito mesmo garota. 
     - Você quase me convenceu, sabia? Você é ótima com essas coisas.
     - Mas seu cabelo é tão lindo, aff vamos indo, esse cheiro de café está me matando...

0 comentários: