Um pedido de ajuda

18:18:00 Eloísa Cardozo 0 Comments

 
    Ao me olhar no espelho, forçando um sorriso, sem diferença do habitual, essas pequenas falsidades haviam tomado conta de mim, já era natural, sorrir sem querer, falar sem querer, se importar sem querer, sentindo o peso dos mundo em meus ombros, procrastinando dia a após dia. Parece drama eu sei, sempre parece para quem está de fora, parece falta de esforço, falta de vontade, falta... Sim o que tenho é falta de você, o que mais seria isso, se não saudade?
    Esse amor brincando de solidão. Esse vazio transbordado de você que não está aqui, sem cobranças, mas nesse momento me olhando no espelho vejo apenas um corpo, perdido nas decisões que precisar tomar, na vida que tem que continuar. Continuar? Para quê? Não aguento mais querer fazer as coisas e não ser mais capaz. Parece drama eu sei, fico até com vergonha de escrever, mas como desabafar, se não consigo falar, um milhão de sentimentos tomam conta de mim, e só consigo sentir, sem sorrir, tenho andado confusa, distraída, com medo de amar, de cair, de chorar... Engulo as lágrimas como quem toma um copo da água, mas lágrimas não me acalmam como a água que mamãe trazia nas noites de tempestade
      Paro de chorar, há quem queria estar no meu lugar, conheço todo esse blá, blá, blá, mas as dores de minha alma tem ardido como fogo, e estão me queimando...Me queimando de dentro para fora, me trazendo um desespero sem saída, por favor alguém pode me ajudar? Traga a chuva para me acalmar.

0 comentários: