Um homem ao chão

03:51:00 Eloísa Cardozo 0 Comments

     Ao longe ouvi o barulho de tiros. 1...2...3... Foram três. Fechei meus olhos e sem querer, imaginei a cena, teriam os tiros acertado alguém? E se esse alguém fosse apenas um cidadão, no lugar errado e na hora errada? Seria ele homem ou mulher? Teria família ou filhos? 
      Pode ser um pai, que saiu para trabalhar e não vai mais voltar, um pai que ao sair deu um beijo em sua mulher e eu abraço apertado em seu filho. Saiu sorridente, pois ao chegar ao fim do dia ele voltaria para casa com um dinheirinho a mais para se divertir com a família. Ele não vai mais voltar, o sorriso se apagou ao final de três tiros. Três tiros, dois assassinos, um pai de família morto, muitas lágrimas, uma viúva e um menino de quatro anos perguntando por seu pai. Diariamente. Ao final do barulho dos três tiros.
     A viúva chora, ao lado do caixão, o amor de sua vida foi e nunca mais voltará, quando a tampa se fechar, nunca mais poderá tocar em seu marido, no seu amor. Seu filho ao lado não entende o que está acontecendo, e mesmo que saiba que seu pai não vai mais voltar, não entende com é e só os dias longe do seu herói vão lhe mostrar o quanto dói. Tiraram o direito de uma criança de ter seu pai. Chegará o primeiro dia de aula, o dia dos pais e o dia das crianças. Ninguém pensou nisso quando disparou aquela arma contra aquela família, a mãe, o pai, o irmão, a esposa e o filho. Três tiros, uma família inteira desmoronada.
      Uma mulher jovem, com um filho no colo, terá que trabalhar por dois, ensinar por dois, e cuidar por dois, terá que ser forte e cuidar de si mesma, e de seu filho. Ao fim do dia voltará para aquela casa, onde o cheiro dele ainda permanece e deitará cansada em sua cama sozinha e chorará até dormir. Conseguirá dar a volta, é guerreira e forte, mas nunca e nem ninguém poderá acabar com aquela saudade.
      Um menino sem pai, aos poucos vai crescendo e esquecendo, esquece os momentos e depois começa a esquecer o rosto, a voz e o sorriso, se odeia por isso, mas a memória vai ficando fraca, até que só sobra a lembrança, a lembrança de seu amor por seu pai, e de tudo que foi privado, por culpa da criminalidade. Acredite em mim, aqueles três tiros levaram muito mais o que só um homem ao chão. 



0 comentários: