A paz do meu universo

22:16:00 Eloísa Cardozo 0 Comments

     Nessa escuridão sinto uma confusão de sentimentos, o sono me afeta, me deixa mais lenta como se eu já não fosse lenta o suficiente, mas não consigo dormir. Não quero dormir. Meu universo cerebral está em declínio, sinto que algo está para acontecer e não sei o quanto isso pode ser bom, estou aqui sentada, tomada pela escuridão de meu quarto e essa insonia forçada pela minha cabeça que não me deixa sossegar. 
    Ela dói. Emocionalmente quero dizer, é como se isso quase comprometesse minha sanidade, meu universo está desabando mas ele está aqui, segurando minha mão mesmo que de longe sinto seu toque não me deixando cair. Eu não sei se aguentaria estar no lugar dele, pois sei que a qualquer momento posso desmoronar outra vez, como costumava ser, ele me salvou de mim mesma, e a isso eu sou muito grata. Deve ser difícil estar em seu lugar com alguém tão instável, mas sinto que de alguma forma ele gosta disso, seu coração me acalma e acaba com a confusão que os planetas em minha mente insistem em causar. 
     Mesmo com todas essas crises que me deixam com os nervos a flor a da pele, sei que posso contar com ele, sinto que ele é minha pessoa, metade daquilo que sou e talvez todo meu caos só se acalme quando estiver em seus braços, em um abraço apertado que vai juntar meus pedaços perdidos durante alguns anos de problemas sociais, esse seria um bom argumento para a calma que ele me dá mesmo de longe, ele é minha luz na escuridão e quando estivermos juntos, sei que meu universo vai entrar em ordem e meus planetas se alinharão com os dele. 

0 comentários: